quinta, 28 de março de 2019 às 16h:59

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Secretaria de Estado da Segurança (SSP-PI) assinaram, na manhã de quarta-feira (27), o Termo de Cooperação Técnica que vai permitir que os agentes das forças policiais do Estado participem de videoconferências, transmissão de aulas e palestras em todo o Estado, por meio dos pontos de mediação tecnológica do Canal Educação.

O delegado geral, Luccy Keiko, considera de extrema importância essa parceria porque permitirá a utilização do Canal Educação para fazer reuniões com os delegados e policiais do interior, sem necessidade de deslocamento. "Dessa forma, economizamos combustível e diárias e não deixamos as cidades desguarnecidas. Além do mais, poderemos ofertar os cursos da Acadepol, que fica aqui em Teresina, para os agentes do interior por meio do canal, expandindo os cursos para as diversas delegacias do estado", diz o delegado geral.

Para o secretário de Segurança, Coronel Rubens Pereira, o acordo de cooperação, que contempla todas as forças policiais do Piauí - civil, militar e bombeiros - é importante porque "temos um eixo previsto no plano estadual de segurança de valorização do servidor e isso vem encaixar porque precisamos fazer capacitações no treinamento profissional. Atualizações e capacitações são indispensáveis para quem está na atividade policial, é uma questão de sobrevivência. Para o policial isso é crucial porque a sobrevivência dele depende de um bom treinamento, capacitação e orientação. Essa parceria vai permitir que cheguemos aos lugares mais distantes do estado. O alcance é integral e permitirá que tenhamos melhores policiais e a sociedade se beneficiará disso", acredita o Cel. Rubens.

De acordo com o Secretário de Estado da Educação, Hélder Jacobina, o Canal Educação está aberto não só para a Secretaria de Segurança, mas também para outros órgãos. "Nós já temos termos de cooperação com outros setores como a Controladoria Geral do Estado, Tribunal Regional Eleitoral e Tribunal de Justiça. O Canal Educação é um marco para o Governo do Estado porque a ferramenta está presente nos 224 municípios e, para nós, é uma grande satisfação poder compartilhar dessa tecnologia com outros órgãos, visando à diminuição de custos e ampliando as possibilidades de capacitação para profissionais", afirma o secretário de educação, Hélder Jacobina.

Para o futuro, o Governo do Estado planeja exportar a tecnologia do Canal Educação para outros estados. "O governador Wellington Dias está trabalhando num consórcio para levar o canal para outros estados do Nordeste e sermos ponto de referência para eles. Temos que trabalhar e melhorar ainda mais nossa tecnologia porque ela é o futuro", acredita Jacobina.

Texto: Ascom Seduc

COMENTÁRIOS