quarta, 16 de junho de 2021 às 14h:37

Estudantes piauienses estão fazendo a diferença desde o início da pandemia de Covid-19. Abílio Barros, de 17 anos, aluno da 3ª série do Ensino Médio da U. E. Antônio Pereira de Araújo, na cidade de São Luís do Piauí, é um adolescente que, assim como muitos estudantes, só queria estudar e, ao longo do percurso, conseguiu apoio de muita gente: escola, família, pais e amigos.

No ano de 2020, com a chegada do vírus da Covid-19, tudo ficou mais desafiador para ele. "Eu, particularmente, tive muitas dificuldades para estudar, já que não podia contar com o acesso à Internet", relata Abílio, que acompanha as aulas remotas promovidas pelo Canal Educação. O Programa de Mediação Tecnológica, segundo o jovem, tem sido muito importante para ele e para outros milhares de estudantes.

No momento de maior dificuldade de Abílio, ele contou com ajuda da madrinha, que disponibilizou a internet de sua residência para que ele pudesse acompanhar as aulas da escola. ?A minha madrinha permitiu que eu usasse a internet da casa dela para que eu não perdesse as aulas e nem ficasse sem fazer as atividades que são encaminhadas semanalmente pelos professores da minha escola?, conta.

Após meses indo diariamente à casa da madrinha, ele percebeu que era hora de se movimentar. Em agosto de 2020, Abílio recebeu a proposta de auxiliar crianças da comunidade que estavam tendo dificuldades para se adaptar às aulas remotas.

"Eu precisava correr atrás dos meus sonhos com garra, foco, força e muita fé no coração. Foi um divisor de águas não só para mim, mas também para os pais que apresentavam queixas sobre a atual metodologia. Com o dinheiro que eu ganhava pelos serviços prestados auxiliando as crianças, finalmente, consegui colocar Internet em casa. Fiquei muito feliz", diz.

O jovem agradece aos profissionais que o ajudaram a percorrer o difícil caminho. "Uma pessoa que não posso deixar de citar é a professora Hildalene Pinheiro, do Canal Educação. Ela me apoiou demais! Transmitia energias positivas e torcia para que eu conseguisse colocar o Wi-Fi na minha casa. Agora estou assistindo as aulas, participando dos grupos via Whatsapp e aproveitando a minha segunda família, a família do Canal Educação", finaliza.

Acompanhe as aulas remotas promovidas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio do Canal Educação. Acesse: www.canaleducacao.tv

Daniely Viana/ Ascom Canal Educação

COMENTÁRIOS



Realização